Aquelas velhas fotografias

Ela estava com o olhar perdido, olhando algumas de suas fotografias antigas. Olhava, mas não prestava atenção nas fotos em si. Estava ocupada demais com as lembranças, que estavam voltando todas de uma vez. Todos aqueles momentos eternizados em sua memória e naquelas fotos.

Algumas dessas lembranças a deixavam com um sorriso bobo no rosto. Momentos que na hora pareciam besteira ou sem importância, mas que agora sabia que eram os melhores que teve. Outras, porém, a deixavam com um certo arrependimento, se perguntando como pôde ter sido tão estúpida algumas vezes, ou como pôde não ter dado valor a algo que sempre esteve ali e agora não mais.

Ah, se pudesse voltar no tempo. Voltar e mudar uma coisinha aqui, outra coisinha ali, ou simplesmente voltar e contar a si mesmo tudo o que sabe agora, pedir para ser mais esperta quando fosse necessário. Balançando a cabeça em negação, tira esses pensamentos de sua cabeça. Não adiantaria nada voltar e fazer tudo diferente, quem garantiria que essa diferença seria melhor para ela? Todas as atitudes que tomou lá atrás a tornaram em quem era hoje. Sim, sim, algumas das atitudes não foram as melhores, mas ela percebe que foram fruto de sua ingenuidade. Agora sabia um pouco mais da vida. Sabia que ainda não sabia de tudo, mas quem é que sabe, né? Analisando mais uma vez as fotos, viu que do passado só queria isso, o aprendizado e as boas lembranças.

Faça alguma coisa…

Esses dias estava cuidando da minha vida quando algo chamou minha atenção. Em cima da mesinha de centro tinha um papel escrito apenas: “Faça alguma coisa.” E só com essa frase ideias começaram a passar pela minha cabeça. Faça alguma coisa. Faça alguma coisa! Mas fazer o quê? Algo. Fazer algo. Essa frase é tão ambígua. Há tantas coisas que podem e tantas outras que precisam ser feitas. Seria algo para melhorar o mundo? Naqueles momentos que vemos algo errado acontecendo e pensamos: “o que devo fazer?”. Mas, as vezes, só o pensamento de fazer algo parece trabalhoso demais, ou o próprio medo aparece, então não fazemos nada. Ou, talvez, fazer algo para melhorar sua vida? Aqueles momentos que não fazemos algo e depois nos arrependemos? Ah, mas e as vezes que fazemos e nos arrependemos? O que me diz deles? Sempre dizem que é melhor fazer e se arrepender do que viver na dúvida. É, talvez seja isso. Não podemos deixar a vida passar, né? Então tá. Faça alguma coisa. Talvez alguma coisa que você goste. Ou alguma coisa que deixou de lado porque não tinha tempo. Faça alguma coisa que é certa. Apenas faça algo.