Eu Fui a Melhor Amiga de Jane Austen – Cora Harrison

Eu fui a melhor amiga de Jane Austen recria o diário de Jenny Cooper, prima e amiga da proeminente escritora inglesa Jane Austen (1775 – 1817), revelando uma fase até então pouco conhecida de suas vidas, a adolescência. A obra, que mescla dados reais e ficção, traz um retrato da excitante sociedade britânica de 1790, em que os bailes aristocráticos, com seus trajes luxuosos e repletos de todas as etiquetas sociais e códigos de galanteio, refletiam o ritual de convenções que envolvia a educação da mulher naquela época, a fim de receber a tão esperada proposta matrimonial. Jenny, órfã de pais, viveu boa parte da sua infância em um internato em Southampton, na companhia de Jane, um ambiente frio e miserável que, nas suas palavras, “cheirava à morte”. Com a coragem de Jenny para salvar a prima que estava muito doente, as duas conseguem se libertar e vão morar na casa da família Austen. Entre aulas de etiqueta com uma prima francesa e alguns flertes – por ocasião do seu primeiro contato com garotos –, Jenny se apaixona por um marinheiro, e se vê diante de um dilema que representava um risco à sua reputação.

O livro é um diário fictício da melhor amiga de Jane Austen, sua prima Jane Cooper (no livro Jenny). Quando comecei a ler estava bem receosa com o que encontraria pela frente. Um: porque é um livro baseado em pessoas reais. Sempre fico um pouco com um pé pra trás com livros assim porque nunca sei o que realmente aconteceu e o quê não. Dois: porque uma das pessoas em questão era Jane Austen, aka uma das minhas autoras favoritas de todos os tempos.

A autora mesma escreve que partes foram inventadas e outras foram fruto de pesquisas e mais pesquisas que esta fez sobre biografias de Jane. Mas o livro consegue ser bem fofo. A história e o romance são bem fofos, acho que é essa palavra que descreve esse livro. É uma história leve e engraçadinha. Foi bem interessante imaginar Jane adolescente, que por sinal lembrava bastante a Elizabeth Bennet.

Como é voltado especialmente para o publico mais jovem o livro transparece um pouco isso na forma que foi escrito e diagramado. O livro conta também com várias ilustrações com o decorrer da história. Esse é um livro com uma história bem gracinha e ainda serve para conhecermos um pouco mais sobre a família e vida da Jane Austen.

“– Jane, – sussurro – ajuda-me. Estou em sérios apuros. Não sei o que fazer. Ele está aqui.
– Quem? O amor da sua vida? O homem possuidor de seu coração? Ah, Jenny, Jenny, mostre-o para mim, eu imploro.”

“- O que está escrevendo agora? – perguntei, dirigindo-me ao outro lado para olhar sobre seu ombro. Jane não é igual a mim: sua escrita nunca é particular.
– Estou escrevendo um final feliz – respondeu com grande seriedade. – Decidi que todo bom romance precisa de um final feliz e este aqui provavelmente me será útil um dia.”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s