Dorama Pinocchio

Até que ponto a mídia está certa? Após um trágico acidente, a família de Ki Ha Myung (Lee Jong Suk) é totalmente devastada por matérias equivocadas da mídia e sua vida muda completamente. Tentando fugir do tumulto Ha Myung conhece um senhor que, por ter problemas mentais, o confunde com seu filho já falecido. Ha Myung muda então seu nome para Choi Dal Po e passa a viver com o filho e a neta do homem, Choi In Ha (Park Shin Hye). Choi In Ha sofre de uma condição conhecida como “síndrome de Pinocchio”, que faz com que ela tenha crise de soluços quando diz uma mentira. Isso não a impede de seguir o sonho de se tornar uma jornalista. Ela começa a trabalhar com Choi Dal Po, seu “tio” que busca vingança pela sua família, com Seo Bum Jo (Kim Young Kwang), um herdeiro rico que teve tudo entregue a ele na vida e com Yoon Yoo Rae (Lee Yoo Bi), cujo conhecimento fangirl vem a calhar para a cobertura da imprensa.

Esse foi o primeiro dorama que acompanhei junto com a Coreia. Devo confessar, não foi tarefa fácil. Pinocchio prendeu tanta a minha atenção e interesse, que eu não aguentava esperar uma semana para desfrutar dos episódios novos. Como deu para perceber esse dorama mexeu comigo emocionalmente de várias maneiras possíveis. Mas num bom sentido. Ele, com certeza, entrou na minha lista de queridinhos. A história. Seus personagens. O desenrolar da trama. A produção. Tudo foi muito bem feito.

Os personagens? Ah o que dizer desses queridos que roubaram meu coração. Dos principais até os secundários, cada um com sua peculiaridade. Tenho que dizer amei a Hi Na. Diferentemente de vários doramas, ela não foi uma personagem tão fraca e submissa. Assim que comecei a ideia dos soluços não me parecia muito boa, imaginei que ficasse algo bem nada a ver, mas foi uma jogada de mestre. Foi algo que deu um diferencial á história e foi retratado de um jeito bem natural. Por conta de seus soluços ela só dizia o que realmente pensava e não descansava até saber a verdade. Uma das cenas que mais legais foi na qual ela enfrenta sua mãe, que tem grande importância na história.

 

A história passa por vários momentos diferentes da vida dos protagonistas. Infância, adolescência até a da vida adulta. Ao mostrar a infância somos apresentados a uma tragédia que aconteceu com o protagonista. Aquele praxe de k-dramas. Mas em Pinocchio até que me agradou. Não foi AQUELA história, mas conseguiu tocar em um assunto bem importante, discutindo até que ponto a mídia pode influenciar a vida das pessoas. O jeito que trabalharam com essa trama ajudou bastante. Não ficou aquele dramalhão e sofrimento. Teve um que a mais.

Poderia escrever muito mais, mas acabaria entregando muita coisa da trama. Pinocchio foi um dorama que em vários momentos quando aparecia uma situação em que eu poderia jurar que a história se tornaria uma enrolação sem fim, eu errava feio e era surpreendida. A história fluiu, sem se tornar algo chato. A cada final de episódio você já quer assistir o próximo. A dosagem certa na quantidade de comédia, drama e mistério ajudou, e muito, nisso.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s